viernes, 8 de julio de 2011

À DÍVIDA PORTUGUESA ULTRAPASSA OS 1000 PONTOS

Pela primeira vez, desde a adesão ao euro, o custo dos credit default swaps (cds, seguros financeiros contra a probabilidade de incumprimento) ligados à dívida soberana portuguesa ultrapassou a linha dos 1000 pontos base.

A meio da manhã, o custo dos cds a 5 anos está em 1065,30 pontos base, segundo dados da CMA DataVision. Este nível significa um spread (diferença) em relação ao custo dos cds para a dívida alemã (que serve de referência) de 1020 pontos base - cada 100 pontos base implicam um diferencial de 1 ponto percentual nos juros a pagar para financiar dívida no mercado.

A probabilidade de default da dívida portuguesa subiu, assim, para 58,30%, tendo aberto hoje em 56,06% e fechado ontem em 55,45%. É um salto diário, só numa manhã, de mais de dois pontos percentuais. Portugal conserva o 2º lugar no "clube" dos 10 países de maior risco de incumprimento das dívidas soberanas.

As yields (juros implícitos) das Obrigações do Tesouro (OT) no mercado secundário estão, também, a relectir esta brutal degradação do crédito. Os juros das OT com maturidades a 3 anos atingiram a meio da manhã o nível de 18,68% e os juros das OT a 2 anos o nível de 17,39%, segundo dados da Bloomberg.