martes, 24 de noviembre de 2009

ACÇÔES PORTUGUESAS COM PESO DE 16% NO NOVO ÍNDICE IBÉRICO

O novo índice de acções ibérico anunciado hoje pela NYSE Euronext vai ter 20 cotadas espanholas e 10 portuguesas. Mas as empresas lusas têm um peso de apenas 16,12%, menos do que os bancos Santander e BBVA juntos.

A NYSE Euronext anunciou hoje que o NYSE Euronext® Iberian Index será composto pelas 30 empresas ibéricas com maior liquidez, sendo 20 espanholas e 10 portuguesas.

A EDP é a cotada portuguesa com maior peso (4,17%), surgindo em sétimo lugar no “ranking” do índice, sendo que apenas a Portugal Telecom e o BCP também têm uma ponderação acima de 2%.

As 10 cotadas lusas juntas representam 16,12% do novo índice, bem menos do que os dois maiores bancos espanhóis juntos (Santander e BBVA). São cinco as cotadas espanholas que representam cada uma mais de 9% do índice, um indicador que mostra bem a diferença entre as dimensão das cotadas espanholas face às portuguesas.

É o “free float” e a capitalização bolsista que determinam o peso de cada cotada no índice, sendo que este não pode superar os 10%. A recomposição do índice será efectuada duas vezes por ano, na terceira semana de Março e de Setembro.

O NYSE Euronext® Iberian Index está hoje a subir 0,4% para 1.253,67 pontos. O índice, que foi calculado com uma base de mil pontos a 31 de Dezembro de 2001, apresenta um ganho de 20% em 2009. No mesmo período o PSI-20 sobe 33,9% e o IBEX avança 20,9%.