viernes, 17 de octubre de 2008

BANCOS PORTUGUESES NÃO RECORREN A GARANTÍA DO ESTADO


A Caixa Geral de Depósitos, o Banco Comercial Português, o Banco Espírito Santo e o Montepio não pretendem recorrer à garantia disponibilizada pelo Estado para emitir dívida no curto prazo.

Estas duas últimas instituições afastam mesmo a possibilidade de usar este mecanismo até ao final de 2008. O Montepio esclarece ainda que dispensa o recurso a esta facilidade até 31 de Dezembro próximo, "uma vez que as necessidades de financiamento até final do ano estão totalmente asseguradas, e, em particular no que respeita ao financiamento externo, não se prevê qualquer emissão".

Banco BPI, Santander Totta e Banif optaram por não responder às questões do Negócios, uma vez que ainda não conheciam a portaria que vai especificar as condições em que a garantia do Estado poderá ser utilizada.