jueves, 11 de octubre de 2007

SANTANDER PREFERE BANCOS PORTUGUESES A ESPANHOIS

O Santander está a sugerir aos seus clientes que, no actual contexto de turbulência no mercado de crédito, o investimento nas acções dos bancos portugueses é mais seguro do que nos espanhóis. Em Portugal o Banco Espírito Santo é o “top-pick”, com um potencial de valorização de 20%.

O Santander lembra que a contracção económica e a deterioração dos níveis de liquidez obrigaram os banco portugueses a atravessar uma fase de reestruturação que durou cinco anos e que foi marcada por uma deterioração dos activos e no crescimento das receitas. Ao invés, Espanha viveu um forte crescimento económico neste período, que levou os bancos espanhóis a "embarcarem em estratégias agressivas". "Nos próximos meses, se se verificar o cenário mais pessimista, os bancos espanhóis poderão passar pelos mesmos problemas que assolaram os bancos portugueses entre 2000 e 2005".